BARCA DE PEDRO

Ano X N.º 36 – Março 2016

Mais uma vez o inverno chega ao fim… Mais uma vez a primavera se anuncia e… vai chegar!
Este ano, coisas dos calendários humanos, o chegar da primavera abre toda uma semana muito especial… tão especial que lhe chamamos a Semana Santa!
Ao longo da Semana Santa, encontrar-nos-emos com a hora da Paixão de Cristo, a Sua morte na cruz e a Sua Ressurreição!
Ora, é aqui que a Primavera beija a Páscoa!
A morte dá lugar à Vida!
A tristeza e a dor convertem-se em Alegria!
A noite diminui e recua… cresce o dia!
As trevas são vencidas pela Luz!
À luz da Fé, o nosso coração, tantas vezes mesquinho, calculista e interesseiro, é confrontado com a plenitude, no Amor e na Misericórdia de Deus…
Deixar-se tocar por esta luz divina e abrir-se à transcendência do Amor, sem medo e sem vergonha, é a proposta da Hora Pascal que nos quer renovar, ano após ano, em ordem ao testemunho permanente da Fé!
Que a luz de Cristo Ressuscitado destrua as trevas do nosso coração!
Uma boa Semana Santa e uma Santa Páscoa para todos!









N.º 36        – Março / Abril 2015
De novo Domingo de Ramos!
De novo a Semana Santa!
Uma semana verdadeiramente maior!...
Perante o cansaço, a rotina, o desgaste que inevitavelmente a vida produz em nós, quantas e quantas serão as vezes que caímos no desânimo, nos sentimos fracassados, desiludidos e até perdidos. Curiosamente, é nessas ocasiões que nos parece mais fácil esquecer Deus e permanecer amargamente numa solidão justificativa…
É aí que a Igreja, mãe e mestra, nos convida a escutar a voz dos Profetas e a olhar, com fé, para a pessoa de Jesus!
Ezequiel, porta-voz de Deus, diz com toda a sua convicção o que o Senhor lhe revelou e pediu que transmitisse:
- “Eu serei o Seu Deus e eles serão o meu Povo!”
É a ternura de Deus para connosco, assumindo a maravilha do Amor em presença, na intimidade e no mistério da nossa própria vida!
Perante a entrega de Jesus nas mãos do Pai, seguida da Hora feliz e maravilhosa da Ressurreição, fica-nos a certeza de que mesmo que nos esqueçamos de Deus, Ele nunca nos abandona, pois o “lugar” privilegiado do encontro com o Ressuscitado é o nosso coração, quando livre de medos e sombras, por acolher a luz de Cristo, vencedor do mal e da morte!
Santa Páscoa para todos vós,                                                                        
O Pároco


Ano IX                 N.º 34   – Abril 2014

 



No terminar destes quarenta dias de preparação para a Páscoa, a Quaresma eleva-se à sua expressão mais alta e após o Domingo de Lázaros, convida-nos a viver a Semana Santa.
Os cristãos de Buarcos receberam há 360 anos atrás (era o dia 7 de Abril) a majestosa Imagem de Nosso Senhor dos Passos, que logo nessa data saiu em Procissão, interpelando os “lázaros” de todos de tempos e convidando-os a sair do túmulo dos seus pecados…
Com o olhar expressivo e a postura solene que a Imagem traduz, Jesus continua a dirigir-nos o convite:
- Sai para fora!
- Deixa o túmulo… abandona o pecado que te mata!...
O Senhor, porém, aguarda a resposta de cada um de nós, embora sabendo como nos é difícil deixar o aprazível que o pecado sempre contém, mas que inevitavelmente conduz ao egoísmo e através dele, à solidão e “à morte”!
Diante da Imagem do Senhor dos Passos que há 360 anos percorre as ruas de Buarcos e entrando na densidade do casario, continua a comover quem a contempla, deixemos ecoar a Voz do Servo na Palavra da Escritura, permitindo que nos conduza na linguagem daquele Amor que contém toda a Sabedoria da Cruz!...
Uma Santa Semana Santa!
Uma Páscoa Feliz!


Ano VIII N.º 33 – Março 2013

 
  Olhemos para Cristo trespassado na Cruz!... é Ele a revelação mais perturbadora do amor de Deus... Na Cruz é o próprio Deus que mendiga o amor da sua criatura: Ele tem sede do amor de cada um de nós (Bento XVI)

  Não tenhamos medo de criar o silêncio fora e dentro de nós, se quisermos ser capazes não só de ouvir a voz de Deus, mas também a voz de quem está ao nosso lado, a voz dos outros. (Bento XVI) 

 “Aprendei a ver como Deus age nas nossas vidas, descobri-O escondido no coração dos acontecimentos do vosso dia-a-dia…. Sabei que nunca vos abandonará. Dirigi com frequência o vosso olhar para Ele. Na cruz, ofereceu a sua vida porque vos ama. A contemplação de um amor tão grande leva nos corações uma esperança e uma alegria que nada pode derrubar. Um cristão nunca pode estar triste porque encontrou Cristo, que deu a vida por ele. (Bento XVI)


Ano VII N.º 31 – Março / Abril 2012



Amar,como Jesus,é tudo dar 
e dar-se a si mesmo.”


Se o grão de trigo, lançado à terra, não morrer, fica só;
mas se morrer, dará muito fruto.
Quem ama a sua vida, perdê-la-á, e quem despreza a sua vida neste mundo conservá-la-á para a vida eterna.
Se alguém Me quiser servir, que Me siga,
e onde Eu estiver, ali estará também o meu servo.»
(João 12, 24-26)

Caros amigos
A Quaresma prepara-nos para a Páscoa e foi sempre entendida como um tempo de renovação da própria vida.
Ao longo destas últimas semanas fomos convidados, não propriamente a realizar um conjunto de exercícios difíceis para receber um prémio final, mas sim a viver um tempo que nos ajude a descobrir como Deus se ocupa especialmente de cada um de nós; como Deus tem paciência para comigo…; como Deus me conduz, me fala e me ama!
A Quaresma leva-nos a uma progressão no silêncio interior, na escuta da Palavra de Deus e na aceitação do outro como um Irmão, tarefa que não é fácil de concretizar…
Passadas cinco semanas, estando nós agora às portas da Semana Santa, fica-nos a oportunidade de olhar de perto o testemunho da vida de Jesus, para que com Ele e como Ele, deixemos que Deus actue em nós e nos dê força para vencer obstáculos e dificuldades, pois quando é Ele a pegar, nas Suas mãos, as situações concretas da nossa vida, tudo fica melhor do que quando são agarradas e controladas só por qualquer um de nós.
Que esta Semana Santa em que vamos entrar, nos ajude e nos ensine a deixarmo-nos cair nos braços de Deus, tal como Jesus o quis e o fez até à Sua entrega na cruz!
Só Deus consegue mudar em nós um desejo de vingança, num desejo de Perdão!...
Uma Santa Páscoa para todos.                                   
   O Pároco 


SEMANA SANTA

Domingo de Ramos

           11h00 – Bênção e Procissão de Ramos                    (Igreja da Misericórdia)
           21h30 – Início do Retiro aberto, feito na Paróquia, até 2ª feira às 19h00.  


Quinta-feira Santa

 19h00- Eucaristia do Lava- Pés                                         (Igreja Paroquial)

 21h30- Procissão do “Ecce Homo”                                   (Igreja Paroquial)


Sexta-feira Santa

 11h00 – Oração de Laudes                                                 (Igreja Paroquial)
15h00 – Oração de Noa                                                     (Igreja Paroquial)
17h00 – Celebração da Paixão do Senhor                           (Igreja Paroquial)
18h30 – Procissão do Senhor Morto                          (Igreja da Misericórdia)


Sábado Santo

 11h00 – Oração de Laudes                                       (Igreja da Misericórdia)

 22h30 – Solene Vigília Pascal                                              (Igreja Paroquial)

Domingo de Páscoa

 10h00 e 11h30 – Eucaristias                                               (Igreja Paroquial)
  13h30 – Início da Visita Pascal às Famílias 



Todos somos Convidados

a encontrarmo-nos por zonas no Domingo de Ramos às 10h50, para      participarmos na Procissão:
Buarcos –  Largo Terreiro do Amaral
Praia de Buarcos / Alto do Forno – Largo da Beira-Mar
Sr.ª da Encarnação / Vais/ Monte Alto e Casal dos Pintos –  Pelourinho de Cima

ORAÇÃO DIANTE DA CRUZ


Do profundo abismo chamo por Vós, Senhor,
Senhor, escutai a minha voz.
Estejam os vossos ouvidos atentos
à voz da minha súplica.
Se tiverdes em conta as nossas faltas,
Senhor, quem poderá salvar-se?
Mas em Vós está o perdão,
para serdes temido com reverência.
Eu confio no Senhor,
a minha alma confia na sua palavra.
A minha alma espera pelo Senhor,
mais do que as sentinelas pela aurora.
Mais do que as sentinelas pela aurora,
Israel espera pelo Senhor,
porque no Senhor está a misericórdia
e com Ele abundante redenção.
Ele há-de libertar Israel
de todas as suas faltas.                                   


Sem comentários: